Blog

SEO E CINCIA: 5 DICAS PARA SEU ARTIGO SER MAIS CITADO

29 July 2019

Quando entramos para o mundo científico, a primeira coisa que ouvimos é: seu sucesso depende do número de publicações que você tem. No caminho descobrimos ainda que, não somente precisamos publicar, mas essas publicações precisam ser citadas por nossos pares e essa, sim, é a receita de sucesso.

Vamos compartilhar com vocês o que aprendemos em um workshop que participamos na Inglaterra sobre “Strategies for Publishing and Disseminating Research”.

Em geral, temos em mente de que as citações do artigo vão depender da qualidade da pesquisa, sua importância e da revista onde foi publicada, mas não é só isso. Para ser citado, o artigo precisa ser achado. Pois é, existem artigos que os buscadores simplesmente não acham! Ninguém mais lê um exemplar inteiro da Nature, Science ou JBC, por exemplo. Então como fazer para que seu artigo seja encontrado?

Apesar da importância de publicações e citações para a carreira científica ser repetida constantemente, é comum encontrarmos pesquisadores que nunca ouviram dicas de como deixar seu artigo mais visível. Mas nós estamos aqui para resolver isso, vamos compartilhar algumas dicas dadas pela Wiley & Sons, uma importante editora científica americana. Mas antes, uma pequena introdução do que está por trás de tudo, o misterioso SEO.

O que é o SEO?

A sigla SEO atende por “search engine optimization”, ou seja, otimização para mecanismos de busca. Utilizar essa técnica resulta basicamente em duas coisas: 1) melhora a habilidade dos buscadores em encontrar o seu artigo e 2) aumenta as chances de os resultados das buscas serem relevantes para a busca feita. Sabe quando você busca por algo e não vem nada daquilo que você queria? Pois é.

Como funciona a técnica de SEO?

Essa otimização ocorre basicamente pelo uso de palavras- e frases-chave. Muitas revistas pedem que os autores definam keywords que descrevam seu artigo, mas de nada adianta usar essas palavras-chave se elas não estão presentes no seu texto!

Então lá vai a primeira dica: tenha certeza de que seu título é SEO-friendly, ou seja, ele precisa conter algumas das suas palavras-chave.

Da mesma maneira, é muito importante que essas palavras- e frases-chave sejam repetidas ao longo do texto. Então, sem abusar do autoplágio dentro do próprio texto, é interessante que se essas palavras e frases chave sejam repetidas sem alteração.

Assim, a segunda dica é: construa seu resumo com carinho, encaixando todas as palavras chaves nele.

Segundo o Antony Hey, gestor sênior da Wiley, 20% das pessoas que citam o seu artigo, só leram o seu resumo. Logo, o resumo deve ser bem construído tanto para fazer um bom SEO, quanto para passar a mensagem de forma clara logo de início.

Com isso, segue a terceira dica: Coloque as principais palavras-chaves e para que veio o seu artigo já nas duas primeiras frases. 

As ferramentas de busca não rastreiam o seu artigo inteiro em busca de correspondência, elas apenas analisam as primeiras frases. Por isso, é importante que as palavras-chave estejam presentes no início do artigo.

E a quarta dica: mantenha um único padrão em relação aos nomes dos autores. Nada de ficar trocando.

Essa questão não se relaciona tanto ao SEO, mas certamente influencia na busca dos artigos. Variar a forma do nome, com diferentes siglas e posições, afeta as buscas e diminui a chance do seu artigo ser achado.

Por último, mas não menos importante, a quinta dica: cite seus trabalhos passados, sem medo de ser feliz. 

O Antony Hey também comentou que citar artigos passados também aumenta a chance do seu artigo ser encontrado. Por isso, cite-se! Usando o bom senso, claro.

Colocando essas dicas em prática, as chances do seu artigo ser encontrado, e até mesmo citado, melhoram bastante. Compartilhe esse conhecimento!

Deixe sua resposta

Você deve ser logado no comentário.