Blog

UNINDO TECNOLOGIA COM EXPERINCIA DE BANCADA, DUAS CIENTISTAS CRIAM UMA STARTUP PARA FACILITAR O DIA A DIA DOS PESQUISADORES

12 July 2019

Você já se perguntou por que atividades que deveriam ser simples para os cientistas brasileiros podem ser tão penosas? O quanto de tempo e dinheiro são perdidos nesses processos, como por exemplo, comprar um insumo mais específico, fazer cotações ou achar fornecedores?

Andreia Oliveira e Débora Moretti, sócias fundadoras da iBench, pensaram muito sobre esse assunto. Ambas são formadas em biomedicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e dedicaram anos de suas carreiras à pesquisa de bancada.

As duas cientistas puderam ver ao longo de suas carreiras como os pesquisadores brasileiros surpreendem com sua capacidade de gerar conhecimento de grande qualidade, apesar de todos os desafios que encontram no dia a dia da bancada.

Andreia fez mestrado, doutorado e pós-doutorado no Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ, além de ter trabalhado no Instituto Nacional do Câncer (INCA) e na Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos. Débora fez mestrado também no Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ e depois focou seus esforços para atuar como cientista social estudando inovação, na mesma Universidade. Isso a impulsionou a participar de programas de gestão e empreendedorismo na Suíça e na Alemanha com o objetivo de alinhar a teoria científica com a prática.

Suas experiências em terras estrangeiras lhes permitiram perceber como o fazer ciência pode ser mais ágil e eficiente do que a realidade que encontramos nos laboratórios brasileiros. Atividades que por vezes tomam muito tempo dos cientistas, como uma simples compra de insumos, podem ser feitas de forma mais simples e rápida.

Motivadas pelo desejo de tornar os bastidores da ciência mais eficientes, reduzindo sua burocracia e modernizando seus processos, Andreia e Débora decidiram abraçar o mundo empreendedor e criar a iBench: uma empresa criada por cientistas, focada em desenvolver soluções para o mundo da ciência.

O primeiro fruto desta missão é o iBench Market, uma plataforma onde cientistas poderão buscar e comprar de forma fácil e rápida todos os insumos que precisam para suas pesquisas. Chega de esperar por cotações, agora todos os preços podem ser encontrados no mesmo lugar. Passar horas buscando por produtos sem saber quais fornecedores o vendem? Esquece. Todos os produtos e fornecedores do meio da ciência encontram-se direto no iBench Market para que a compra de insumos não seja mais uma perda de tempo.

Essa é apenas uma das soluções desenvolvidas pela iBench, nossa meta final é revolucionar o fazer ciência no Brasil.

A equipe iBench tem como objetivo ajudar quem faz ciência. Precisa de alguma ajuda? Entre em contato

Deixe sua resposta

Você deve ser logado no comentário.